Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Outubro, 2011

A FAVOR CULTURA

Quando quiseram me rotular “Contra Cultura” não concordei com o termo porque cultura é o que sempre quis fazer e faço. Cultura é vida, e quando se grita “Viva! Viva seja lá o que for; só pode ser vida. Só quem é contra cultura é quem tem a ignorância como lema para conter os avanços do conhecimento e do cativar, o que às vezes devemos ser é contra sistema, sistemático, e outros sis como cismas, ciscos e também fora de si.

O que se deve querer é mais e algumas vezes menos, para se multiplicar isso ou dividir conforme o caso e momento, indo a favor ou contra o vento, e comer com ou sem coentro, e saber que não adianta correr porque estamos sempre dentro de um quadrilátero, mesmo indo na reta, nada é mais bonito que as curvas, e empate só com um lindo rosto de mulher.

Vamos fazer cultura seja escrevendo, desenhando, jogando, sonhando, e até dormindo. Gol só não faça contra, porque até de manhã já nos ganharam a copa. Galopa, galopa, ou vá ao passo, o negócio é chegar lá, e de grão em grão o topo vem ficando perto. Agora falando sério: Quem fica parado é poste e zagueiro trouxa, não só o relógio às vezes para, e até a música por melhor que seja também não dá para ocupar o espaço o tempo todo. No batizado é melhor ser compadre do que padre, mas a parte mais gostosa do bolo sempre é dele.

Não pense que estou puxando a brasa para minha sardinha, por fechar dizendo: A poesia na segunda pessoa que onde ela mais é estrela conjugando o verbo, tem um es sem vir em sílaba que és mais que pó e sia com som de z, que embora tendo um i no meio separando o s do a, não ofusca o brilho dessa letra , porque nós respiramos ar estejamos aqui ou lá onde quer que for, amor começa com a.

Luiz Galvão

Anúncios

Read Full Post »

Show onde o poeta Galvão homenageia a Música Popular Brasileira e um dos maiores coletivos do Brasil: Os Novos Baianos, grupo do qual foi idealizador e letrista.

Suas músicas se tornaram história no Brasil: Acabou Chorare, Besta é Tu, Mistério do Planeta, Suingue do Campo Grande, Menina Dança entre outros grandes sucessos.

Com Luiz Galvão (poesia e canto), Didi Gomes (baixista dos Novos Baianos), Kashi Galvão e Peu Souza (guitarras), Ulisses (violão), Ricardo Pomba (bateria), Rachel Ramos (percussão), Paulo Giron (percussão), Pietro Leal e SOL (vocais) e as participações dos lindos e sonoros Thiago Kalu, Marcelo Nerder (cavaquinho) e Mário Amorim.

Read Full Post »