Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Moraes Moreira’

Mistério do Planeta  

A historia

em misterio do planeta falávamos do nosso momento irreverente, contestatório, com encontros quase a toda hora, dando e recebendo conhecimento e abobrinha. sempre me perguntam o que vem a ser “o tríplice mistério do stop”. e respondo que era tríplice por ser três, sendo um porque nós estávamos mesmo passando e sendo – dois por sermos bola pra frente para não ficarmos no desejo, e três a fé em deus  que assistia, porque já sabíamos que deus fica na dele, e nos dá liberdade para erramos e acertarmos…

Tudo esta criado, Novos Baianos esta ai a obra feita inteira, da massa de um momento unico de excelencia da criatividade , participando do processo evotutivo na historia da musica e poesia, não tivemos peito e garra para acompanhar esse movimento de crescimento e vitorias, hoje seriamos uma banda destaque nesse universo onde trilha joao gilberto e  Rolling Stones,  somos brasileiros, inventamos o avião e hoje compramos teco-teco importado e ate falsificado, as circunstancias em que a midia cultiva o imperio do descartavel não me interessa , fico vendo o carnaval passar literalmente repleto de pagodes, arrochas, axes e sertanejos gospel romanticos, musicas marketeiras, publicitarios arteiros, uma esculhambação geral, eu ia lhe chamar e te chamo porque a barca da inpiração não correu, nem acabou, a arte é eterna acompanha o espirito , existo e penso , escrevendo sem procurar editora  vou publicando aqui nesse blog cada memoria , lembranças de como fiz as letras de como tudo aconteceu, estou aqui querendo aprender pra ser melhor. mesmo que reunas 
todas as árvores e pássaros em revoada 
para a matutina alvorada
e exija-lhes silêncio
falando alto acima dos decibéis s
ou suave pluma 
como um beija-flor parado no ar  
não conseguiras calar  
tão afinados bicos
 porque árvores e pássaros 
não cantam por vaidade, profissão 
nem para males espantar  
o fazem apenas pelo prazer 
de estar em sintonia
com a alegria 
do dia ao alvorecer 
ainda que tivessem
 a fala, a flor da língua 
aves e pássaros não contariam 
o que queres tu saber 
e até se acuados por cães ferozes 
rowtivailers , pitibus e buldogues
“au-au-au”
e submetidos a cpi
das espingardas e badogues
 não soltariam uma só palavra 
por suas cabeças
 não passam pensamentos
e não têm nada a ver
 com julgamentos
 nem com os badalados
pingos nos is
 não sabem quantas penas têm no corpo
 nem quantas unhas no pé 
por isso suas penas lhes aquecem ao frio 
bem diferentes das tuas 
que ardem, queimam e te consomem 
essas tuas penas também são minhas
 pois as conheço “ipse lítere”
e além pele-pele-pele pelé 
mas mesmo assim 
saúdo-as e saldo-as
 uma a uma 
na boca do caixa 
trocado em miúdos 
no guichê do banco 
e como um abnegado jumento 
as carrego ao destino e a dor 
levando a carga e o montador
“ran-ran-ran!“
mas o providencial canto em dueto
de asa branca e pássaro preto
 percorre a mesma rota das canções 
e chega via ouvidos 
são nossos corações
e nós se andássemos não sobre
mas nos trilhos, 
poderíamos ser melhores pais e filhos
e saberíamos acima de tudo 
amar.

letra: galvão/ música: moraes

vou mostrando como sou/ vou sendo como posso/jogando meu corpo no mundo/andando por todos os cantos/e pela lei natural dos encontros/eu deixo e recebo um tanto/e passo aos olhos nus ou vestidos de lunetas/passado/presente/participo/sendo o mistério do planeta/o tríplice mistério do stop/que eu passo por e sendo ele/no que fica em cada um/no que sigo o meu caminho/e no ar que fez e assistiu/abra um parênteses/não esqueça/que independente disso/eu não passo/de um malandro/de um moleque do brasil/ que peço e dou esmolas/mas ando e penso sempre/com mais de um/por isso ninguém vê minha sacola…

Anúncios

Read Full Post »

EU DE ADJETIVOS

EU DE ADJETIVOS (Música: Moraes  / Letra: Galvão)

Entre o passo e consequência/As cores tão bonitas/E os olhos no Vermelho/As cores tranquilas/As cores tranquilas no mundo do meu rosto/A poeira do mundo no meu sapato/Eu de ar de a e gê/Por todos os ladrilhos pisados/Passados/Por todos os ladrilhos/Pisados/Passados/Passando de risco a traço/Pra ser caminho/Mil maços de caminhos/Não vejo o longo circuito das luzes da minha terra/As luzes são de fogo aroma e tocha/As dúvidas e valas tranquilas na palma da minha mão/Eu vou por cima /Por cima das minas/Das minas do rei Salomão/ Não vejo o longo circuito das luzes da minha terra/As luzes são de fogo aroma e tocha/As dúvidas e valas tranquilas na palma da minha mão/Eu vou por cima/Por cima das minas/ Das minas do rei Salomão…

A HISTORINHA

Mais um exemplo de que nos achávamos os caras, correndo risco, durante o escuro que o Brasil passava sob as garras da dita cuja, acreditávamos em outras luzes, que hoje as vejo menores que velas, mas gosto da afinidade com orei Salomão através da fé. Nós seguíamos o conselho que um doido de rua nos deu, dizendo que se botássemos a língua pra fora da boca bem esticada nos ficávamos invisíveis, e quantas vezes achamos que a polícia passou  batida.

Read Full Post »

Outro Mundo ougro Mambo

Morais: Música/ Galvão: Letra

A Barra está clareando/Na velocidade da fuga/Nós vamos conhecer/Outro mundo, outro mambo/Na velocidade da fuga/Na velocidade da fuga…/Na velocidade da fuga…/O para-brisas/Barra limpa amor/Nós vamos conhecer/ Outro mundo/Outro mambo…/Na velocidade da fuga/Na velocidade da fuga…/Na velocidade da fuga…/As estrelas, céu e terra estão mais perto/Toda joia de Ipanema/Não é cinema, amor/É outro mundo, outro mambo/Outro mundo/Só mais alguns segundos/Juntos da ansiedade/Morre o medo no salto/No salto sobre o asfalto/No ar, no ar salto/No ar/No ar falto/Na velocidade da fuga…

A HISTORINHA

O tema já estava em mim desde lá de Juazeiro quando na minha juventude comecei a receber influência da esquerda armada com a guerrilha de Che Guevara. Ali na minha terra,  me reuni com dois outros jovens Marcos e Aloísio quando planejamos sequestrar um avião para irmos para a guerrilha do Araguaia, e só não efetuamos a besteira porque recebi uma luz na consciência e lembrei que não sabíamos onde era o referido local e poderíamos ser conduzido para outro lugar e sermos presos.  Já em São Paulo empolgado com as peripécias de Carlos Marighela, escrevia a letra Outro Mundo que é bem cinematográfica e vão aparecendo as imagens como se na tela, assim em apologia a um assalto a banco, com os revolucionários vendo na fuga outro mundo, outro mambo perdendo o  medo no asfalto no ar salto com as joias de Ipanema em ouro e prata em carne e osso.  Moraes, no ato, colocou a música .Faz parte  da trilha do filme Meteorango  Kid– o Herói Intergaláctico /1969)  filme de Andre Luis de Oliveira uma joia do cinema Baiano

 


Read Full Post »

No Thecotheco (Moraes: música/Galvão: letra)

No trio elétrico no paralelepípedo/Na ponta do pé no jeito/ do corpo/Na cara no rosto/No trio elétrico no paralelepípedo/No theco/Theco/Theco/ /Theco/Theco/Theco/Theco/Em meio a tudo isso/É carnaval eu ganhei você/Que não soube se esconder/Caiu, pulando, pulando sem pensar/Três dias de amor não dá/Pro resto do ano pegue os seus panos/Vamos viver de folia.

       

A HISTORINHA

Eu sempre sonhei formando uma família. O sonho foi interrompido lá em Juazeiro, e pra não perder a viagem fiz essa letra, daí o final “… Peque seus panos e …” “O vamos viver de folia” fica por conta da minha viagem , pra não dizer dizendo vacilação carnavalesca coisa do passado. Interessante mesmo foi o achado do Tcheco – Tcheco que o bater dos pés das pessoas, dentro do ritmo, no paralelepípedo.

Read Full Post »

NOVOS BAIANOS -CAMINHO DE PEDRO

Música: Moraes/ Letra: Galvão

Eclipse luz/Tocam-se/Se tocam-se/Em dois no firmamento/Porque dois é um/É um é um é número…/Oiê/Dois é uns olhos/Ouvidos braços e pernas/Do mundo/Do mundo de Pedro/  “Pedro” Do mundo de pedra/No caminho de Pedro/ XE “Pedro” Onde pedras no caminho/Ô no caminho de Pedro/  “Pedro” Por onde andando nado e ando…/Eu ando sobre pedras/Eu ando sobre as águas/No caminho de Pedro/  “Pedro” Onde pedras no caminho/Ô no caminho de Pedro/  “Pedro” Por onde andando nado e ando…/Eu ando sobre pedras/eu ando sobre as águas/No caminho de Pedro/  “Pedro” Por onde andando nado e ando…/Eu ando sobre pedras/Eu ando sobre as águas/No caminho de Pedro/ “Pedro” o caminho onde pedras no caminho/no caminho/É no caminho de Pedro/ XE “Pedro” No caminho/ É no caminho de pedra/No caminho/É no caminho de Pedro XE “Pedro” no caminho onde pedras no caminho/No caminho/É no mundo de pedra/Eu ando sobre pedras…/No caminho…

A HISTORINHA
Ali eu já pensava no um reunido o dois e etc. A luz usando eclipse e a sombra.
Pedro é o poeta Pedro Raimundo que amava a beira do rio São Francisco em Juazeiro, e que como qualquer um encontra pedras no caminho, mas poeta usa as coisas a seu favor, inclusive as pedras. Pedro sobre as pedras e eu sobre as águaA,.. Pedro não tomava banho no rio, mas eu nadava indo até a Ilha do Fogo que fica no meio entre Juazeiro e Petrolina. Ali nós mandávamos tudo as favas… e pedras no caminho, nós atropelávamos o que cruzasse…

Read Full Post »

PSIU!

(Moraes/Galvão)

Psiu!

Você não olha por quê?

Psiu!

Olha pra mim/

Psiu!

Você não olha por quê?

Psiu!

Olha pra mim

O riso

A ginga

A pala

Andam comigo

O riso

A ginga

A pala

Andam comigo

Você me vê de esguelha

Você vermelha lhagalhá

Você me vê de esguelha

Você vermelha lhagalhá

Troque a válvula

Solte o leme

Eu deitado

Ando pacas

Eu só mando na minha

Na minha pessoa

Eu só mando na minha

Na minha pessoa

Eu só mando na minha

Na minha pessoa

E nas pessoas que eu

Que eu mais gosto

E nas pessoas que eu

Que eu mais gosto

Ninguém manda não

Ninguém manda não

Ninguém manda,

Não

Psiu!

Ninguém manda… Não…

A HISTORINHA

No nosso primeiro momento no Rio de Janeiro morávamos no Jardim Botânico na Rua Maria Angélica em um apartamento, e uma das vizinhas era uma senhora de 70 anos, nordestina forte que a mim parece ser prima do nordestino de Euclides da Cunha. Dona Vitória, o nome não me deixa mentir! Tinha humor, amor e coragem. Ela não era de ficar calada diante de uma situação, e gostava dos Novos Baianos, da música e das pessoas. Não tinha estudos, sabia apenas escrever o nome e lia com dificuldade. Afirmo isso porque ela votava e dizia que votou em Getúlio Vargas, Jânio Quadros e Juscelino Kubitschek.

Um dia, falando com Dona Maria sua irmã que quis manda-la fazer alguma coisa e gritou num tom acima dos decibéis, recebeu a seguinte resposta em forma cantarolada: “Eu só mando na minha pessoa…”/(E apontando para nós conclui sua fala) “ …e nas pessoas que eu gosto ninguém manda…”/ ( Deu uma pausa rápida) “…Não”. Na hora eu senti a letra da futura música que começou pelo final. E iniciei-a reclamando com o “psiu” aquele conhecido cale a boca que os senhores do nordeste colocando o dedo polegar esticado na frente da boca usa para calar alguém.

Read Full Post »

oTsvZlSTMhI

GLOBO DA MORTE (Letra: Galvão/ Música: Moraes)

O que me faz bem está/O que me faz bem está/Nos cantos pra onde pende meu corpo/E eu/Do sol/Os raio me chamam pro sol/Da terra/Cobre o globo do meu raio/Enquanto voa o meu corpo/Enquanto cisco os pés no fogo/Ou enquanto risco arrisco olho/Em qualquer parte globo da morte/Globo da morte/O que me faz bem está/O que me faz bem está/Nos cantos pra onde pende meu corpo/E eu/O que me faz bem está/O que me faz bem está/Nos cantos pra onde pende meu corpo/E eu/O sol/Os raio me chamam pro sol/Da terra/Corre o fogo no meu raio/Tentando voa o meu corpo/Enquanto cisco os pés/Ou enquanto risco arrisco olho ao corte/Em qualquer parte , em qualquer parte/Do globo da morte/Do globo da morte/O que me faz bem está/O que me faz bem está/Nos cantos pra onde pende meu corpo/O que me faz bem está/O que me faz bem está/O que me faz bem está/O que me faz bem está…

A HISTORINHA

Do circo, que na minha infância ocupava um lugar especial no meu lazer, o globo da morte chamava-me mais a atenção que o palhaço e os leões, elefantes, macacos e etc. Só perdia para voo da morte no trapézio. Quando estava escrevendo a letra inevitavelmente veio o globo da morte. E o resto é a minha observação e vivência dentro do globo da vida que é bem próximo do outro. Eu não ando de moto nem me pagando um troco alto.

 

Read Full Post »

Older Posts »